Artigos‎ > ‎

Bom caráter vs sexo seguro

Escrito por: Maria Luisa Estrada de Vélez.
Autora do Programa Protege tu Corazón.
Traduzido e adaptado por: Gabriel Briganó

A melhor maneira de proteger os jovens a respeito do comportamento de risco, como o sexo prematuro, é fortalecer seu caráter.

A ONU, através da UNESCO aprovou umas Diretrizes Internacionais dirigidas a governos, escolas e professores sobre os temas e o enfoque de programas de educação sexual. O mesmo cenário dos últimos anos: prevenir a difusão de doenças sexualmente transmissíveis - DST (inclusive HIV), gravidez precoce e a violência sexual. O modo: ensinando a masturbação e a homossexualidade desde os cinco de idade, o uso de camisinha, anticoncepcionais e o aborto a partir dos nove.

Nada de novo. SIECUS (Sexuality Information and Education Council of United States) uma instituição dedicada ao aconselhamento sobre educação sexual nos Estados Unidos já tinha trazido metas similares para os anos 90, que foram implantadas com o apoio de milhões de dólares dos contribuintes e fundações privadas. A diferença agora é que o seu âmbito se destina a ser global.

Adultos, vocês se lembram de sua adolescência? Dedicada ao estudo, ao esporte, à música, aos bailes, às festas, ao romance e ao amor? Não faltaram as decepções, as inseguranças próprias da idade, os fracassos e inclusive os amores não correspondidos. A pressão dos amigos e a curiosidade por experimentar, podiam até levar alguns a terem relações sexuais, mas os casos eram contados.

Provavelmente em sua adolescência não foi exposto programas de educação sexual que reduzem a sexualidade ao meramente biológico, como o proposto pela ONU. Não havia tanta gravidez precoce e só se diagnosticavam duas doenças sexualmente transmissíveis.

Pais e professores animavam a alcançar metas: ter uma boa carreira, ser úteis para a sociedade, formar uma família. Para a maioria, foi inesquecível, livre de grandes problemas e feridas emocionais sérias. Hoje os estímulos são outros. Sob o princípio min-max: Minimizar os riscos e maximizar o prazer, o adolescente é convidado a experimentar o sexo. As campanhas de “sexo seguro” incluem métodos contraceptivos de emergência entre menores de idade. A pornografia invadiu a mídia e cada vez mais crianças de 4 a 8 anos são expostas a ela, por acidente ou curiosidade e através da internet, celulares ou players de música. Esta evolução em um assunto tão delicado como é o sexo, nos leva a prognosticar um futuro com muitas ameaças ao amor genuíno.

PROTEGE TU CORAZÓN (PTC) programa de educação da sexualidade centrado na pessoa, nasceu a 16 anos, considerando estas ameaças, como oportunidades. Hoje uma realidade em mais de 250 instituições educativas, de 80 cidades em 18 países da América, Europa e Ásia. Muitas pessoas estão confiando em seu conteúdo. Sua metodologia e estilo estão influenciando fortemente milhares de adolescentes e pais de família.

PTC funciona e sua aplicação proporciona aos adolescentes transformarem suas carências típicas em traços de bom caráter, através de habilidades que lhes são propostas em um clima de liberdade.

 

Em constante contato com crianças e jovens: morenos e ruivos, camponeses ou da cidade, com costumes, sotaques e idiomas diferentes. O PTC responde a suas inquietações: querem conhecer-se, ter amigos, controlar suas emoções, namorar, casar. Ser felizes! Nota-se neles a influência exercida pela televisão, o cinema e a internet. É comum que associem o sexo com algo sujo ou o confundam com amor. Mas quando entendem o sentido positivo da sexualidade e captam o que é amar, se maravilham. "Hoje, por fim entendi que a sexualidade não é só física e que está relacionada com o amor”, dizem.

Os conteúdos do PTC se dão por meio do desenvolvimento evolutivo que vive uma pessoa. Por isto cada tema se dirige a uma idade precisa, sem se adiantar nem se atrasar. “PTC me veio com o que eu precisava em cada etapa”, dito por uma menina de 17 anos, após sua última sessão dos conteúdos do Protege tu Corazon, antes de entrar na Universidade.

O PTC encoraja os pais a ser a “linha de frente” na educação dos filhos, para que ninguém os passe para trás. Eles, em primeira mão, na hora certa e com carinho devem falar com seus filhos sobre a vida e o amor. Na sequência desta notícia, um pai disse: "Se chegarmos a tempo, ninguém vai substituir."

O que começou na SIECUS nos Estados Unidos, agora é promovido pela ONU globalmente. Suas premissas são preocupantes: o sexo produz gravidez e doenças, o que é um risco que deve ser evitado a todo custo. Concluem equivocadamente, que o “sexo seguro” deve ser desenvolvido a nível global, e como com os adolescentes tem fracassado, é preciso que se inicie mais cedo. Sua meta agora são as crianças. Para o PTC a meta também são as crianças e os adolescentes, mas em outra direção focada em desafios exigentes.

Desafios do Protege tu Corazon:

Que compreendam e vivam o autocontrole, base de uma vida exitosa.

Que sejam capazes de resistir a pressões de grupo para defender suas metas e valores.

Que desenvolvam um filtro interior para acolher aos bons conteúdos dos meios de comunicação.

Que aprendam a ter amigos sendo primeiro bons amigos.

Que construam uma autoestima baseada na realidade e nas realizações.

Que aprendam a amar buscando o bem do outro em suas 5 dimensões: física, social, emocional, racional e transcendente.

Que consigam transformar a atração natural entre homem e mulher em capacidade de amar e ser amados.

Que passem do namoro para a relação comprometida do matrimônio e continuem enamorados.

Que considerem a fertilidade como um grande presente e apreciem a vida como um máximo bem.

Que confiem em seus pais e conversem abertamente sobre o amor e o sexo.

Construir famílias onde seja real o mais alto dos desejos: com você, sou uma pessoa melhor.  Comigo me fazes uma pessoal melhor.

Por fim, que triunfe o amor. Há muito por fazer!

Comments